Arquivos da categoria: Estrutura

O segredo da atuação da PMBA no São João

PMBA no São João

Estamos em pleno desenvolvimento de uma grande Operação da Polícia Militar da Bahia, a Operação São João, que conta com os esforços de cerca de 20 mil homens e mulheres dedicados a prestar segurança a todos os espaços públicos que se relacionam com os festejos juninos, em toda a Bahia. Além das dimensões que toda essa estrutura demanda, é notável um outro elemento, que gostaria de ressaltar neste artigo.

Estou falando não só da Operação São João, mas de todo evento festivo em que a PMBA atua. Em qualquer situação onde o policial militar precise realizar policiamento ostensivo enquanto os demais cidadãos estão descontraindo e se divertindo. Me refiro à necessidade de sermos mediadores da ordem em um ambiente criado para que as pessoas extravasem. Mais até do que ocorre no serviço ordinário, policiar um evento especial exige muita sensibilidade, compreensão e bom senso.

Durante o São João, Carnaval, Micareta ou mesmo num jogo de futebol, as pessoas costumam agir pautadas na emoção. Geralmente consomem bebidas alcoólicas e interagem de maneiras inusitadas. Nesses festejos o policial militar precisa ser um bom observador, agindo com moderação e razoabilidade, evitando que o entusiasmo dos foliões se desdobre em lesão a direitos, isso sem fazer com que os objetivos do festejo sejam atingidos: a alegria, a celebração e a diversão.

“Nos preocupamos com um planejamento detalhado, que dê conta dos fatores logísticos, operacionais e até psicológicos do efetivo”

Não é uma tarefa fácil, exigindo controle emocional, técnica, condições de trabalho e reconhecimento do serviço da nossa tropa. Por isso nos preocupamos com um planejamento detalhado, que dê conta dos fatores logísticos, operacionais e até psicológicos do efetivo.

Ao assumir o serviço no São João o policial militar está atento ao cidadão que toma licor, dança forró e se esquenta na fogueira. Ao perceber qualquer potencial risco que possa atingir esse folião, nossos homens e mulheres estão treinados para evitar prontamente.

É seu direito contar com nossos profissionais. Para nós, é um dever, e um prazer, servir e proteger. Conte sempre conosco!

Você (re)conhece a grandeza da PMBA?

A grandeza da PMBA
Policial Militar baiano interagindo com a Comunidade. Foto: SECOM/BA

A maioria dos cidadãos tem contato com a Polícia Militar apenas se relacionando com o policiamento ostensivo presente nas ruas de um dos municípios baianos. Observando nossos homens e mulheres atuando, muitas pessoas ignoram toda a estrutura e esforços feitos para que o bom serviço de Segurança Pública seja prestado. Por isso resolvi mostrar aqui no blog um pouco das dimensões da PMBA, para que se tenha uma noção da grandeza da nossa Instituição.

Somos cerca de 30 mil homens e mulheres distribuídos em todos os 417 municípios da Bahia. Para se ter uma ideia do contingente que dispomos, algumas grandes empresas que atuam em todo o Brasil possuem efetivo bem menor, como a Volkswagen do Brasil (aprox. 21 mil), a Embraer (aprox. 17 mil), a empresa aérea Gol (aprox. 16 mil) e as lojas Americanas (aprox. 18 mil). Os números são do levantamento “As 100 maiores empresas do Brasil”, da Revista Exame.

Antes de iniciar o serviço policial-militar de fato, cada um dos nossos profissionais passa por testes físicos, psicológicos, médicos, de conhecimentos em várias disciplinas e por sindicância social, que analisa os precedentes sócio-morais do candidato. Caso aprovado em todas as etapas, passará por um curso de formação de 9 meses, pelo menos, em período integral, sendo acompanhado de perto por superiores hierárquicos, aprendendo Técnica Policial, Direitos Humanos, Sociologia, Direito Penal e Constitucional entre outros conhecimentos fundamentais para o exercício da função.

“Como se vê, a Polícia Militar da Bahia conta com significativas dimensões institucionais, na proporção de qualquer grande organização contemporânea”

Por trás do homem ou mulher que se apresenta ao público na rua existe uma grande estrutura de suporte e apoio. Temos desde o Departamento de Apoio Logístico (DAL), fornecendo armamentos e equipamentos de proteção individual, passando pelo Departamento de Modernização e Tecnologia (DMT), cuidando dos equipamentos tecnológicos, pelo Comando de Operações e pelos Comandos Regionais, que orientam estrategicamente a forma de atuação do efetivo.

Temos um Departamento que cuida das nossas Finanças (DAF), um outro que cuida da nossa Comunicação Social (DCS) e mais um para cuidar do planejamento e gestão da Corporação (DPOG). Além disso, o Departamento de Pessoal (DP) cuida dos Direitos dos nossos PMs, enquanto o Departamento de Promoção Social (DPS) promove ações que cuidam do estado psicológico e do suporte social para os nossos homens e mulheres.

Como se vê, a Polícia Militar da Bahia conta com significativas dimensões institucionais, na proporção de qualquer grande organização contemporânea. Toda essa estrutura trabalha com dedicação e afinco para que o serviço do policial militar que se apresenta ao cidadão tenha as melhores condições possíveis, e que sejamos bem-sucedidos em nossa missão: promover Segurança Pública de qualidade à sociedade baiana.

A partir de agora, sempre que você vir um policial militar na rua, lembre-se que há um grande esforço nos bastidores para que aquele homem ou mulher esteja lhe servindo. Ao se relacionar com um integrante da nossa tropa, você está se relacionando com toda ela. É a PMBA e a Comunidade na Corrente do Bem!