Arquivos da categoria: Eventos Especiais

Os resultados da Operação Carnaval 2017

Operação Carnaval 2017

Encerramos mais um Carnaval no nosso Estado, marcado pela paz e tranquilidade nas ruas. A PMBA, como esperado, prestou com excelência o serviço de segurança pública ao cidadão-folião tanto nos grandes circuitos da festa, nos bairros populosos da capital soteropolitana, como também nas cidades do interior do Estado.

A sociedade baiana (imprensa, foliões, associações carnavalescas, ONGs, etc), classificou como brilhante e elogiou bastante o trabalho da Polícia Militar no Carnaval 2017, através dos diversos meios de comunicação de massa, qualificando-o como “o melhor de todos os tempos” e com poucas ocorrências, o que muito nos honra e nos incentiva a continuarmos firmes e fortes cumprindo a nossa nobre missão que é proteger o cidadão, buscando a paz social, notadamente na maior festa popular do planeta.

Ficamos muito satisfeitos com o resultado alcançado, pois vem coroar com total êxito todo um planejamento meticuloso e primoroso, que empregou uma verdadeira estrutura logística “de guerra em tempo de paz”, proporcionando aos milhões de foliões a concreta segurança de se divertir com tranquilidade em companhia de familiares e amigos.

Foi um carnaval realmente diferente, marcado pela participação mais ativa dos foliões na pipoca das ruas, num verdadeiro sentimento de pertencimento à festa, sentindo-se protegidos pelos quinze mil policiais militares que diuturnamente trabalharam para a sua segurança.

Todo esse sucesso que foi o carnaval 2017 na Bahia deve-se, primordialmente, aos senhores e senhoras policiais militares, que atuando em todas as modalidades de policiamento, fora e principalmente dentro dos circuitos do evento, com muita técnica, dedicação, eficiência e responsabilidade, conseguiram prevenir delitos, dar segurança ao cidadão-folião e manter a ordem pública.

Por isso gostaria de elogiar, parabenizar e agradecer a todos os policiais militares, oficiais e praças desta Corporação, que neste carnaval deram um show de profissionalismo, engrandecendo o nome da nossa Corporação e do nosso Estado, robustecendo cada vez mais a nossa corrente do bem!

Carnaval 2017: uma mensagem para a tropa e para o folião

Carnaval 2017

Para o folião, está prestes a se iniciar a maior festa popular do mundo: o Carnaval de Salvador, que atrai milhões de baianos e turistas de todo o mundo para brincar nas ruas da cidade, ao som da música baiana e de outros tantos ritmos que caracterizam a multiplicidade da folia momesca. Para a Polícia Militar da Bahia, entretanto, o Carnaval começa a ser construído tão logo a festa acaba, a partir de um exaustivo processo de avaliação do que foi feito, visando o aperfeiçoamento e modernização da nossa atuação.

Processos licitatórios são desencadeados, ajustes logísticos são realizados, parcerias com organizações públicas e privadas são feitas, treinamentos são implementados e todo tipo de preparativo é ajustado com antecedência para que tudo ocorra dentro do panejamento. Daí porque, ano após ano, a segurança pública é o serviço melhor avaliado no Carnaval de Salvador, tendo a Polícia Militar da Bahia como uma das protagonistas nesse desempenho.

Além do serviço das patrulhas nos diversos circuitos da festa, teremos operações continuadas nas demais regiões da Capital, garantindo a segurança de quem chega e sai dos eventos, e de quem opta por permanecer em casa. No interior do estado, a segurança também está garantida, tanto nos municípios que têm sua própria festa momesca quanto naqueles que não possuem carnaval. É importante frisar que, no Carnaval, nossa tropa atua em regime de escala extra, o que significa que o policiamento tradicional é mantido e os policiais militares recebem pelo trabalho complementar realizado no Carnaval.

Por essa razão, nos preocupamos prioritariamente com o bem-estar da tropa que atua no Carnaval: alojamentos, acomodações, alimentação e acompanhamento psicológico de qualidade são prioridades nesse tipo de evento. Até mesmo atividades lúdicas e de entretenimento são oferecidas para que o policial militar possa ter o estresse eliminado durante seu serviço.

São mais de 20 mil mulheres e homens bem cuidados para garantir a segurança daqueles que querem entrar em contato com a Bahia como ela é: alegre e harmônica.
Que todos os policiais militares contem com este Comandante Geral como um parceiro neste Carnaval. Estarei nas ruas, juntos com vocês, acompanhando cada detalhe do serviço. A você, folião, venha em paz, e tenha em cada policial militar um grande defensor da paz e da descontração saudável na folia.

PM e comunidade na corrente do bem!

A nossa cultura e o Dia Internacional da Mulher

Dia Internacional da Mulher

As datas comemorativas nada mais são que instrumentos temporais criados para nos fazer lembrar, todos os anos, de valores e princípios que não devemos renunciar. Nesse sentido, o Dia Internacional da Mulher é o momento de reconhecimento mundial do papel das mulheres em nossas sociedades, levando-nos à reflexão sobre temas de muita relevância, como preconceito contra mulheres, seus direitos e liberdades.

Felizmente, analisando retrospectivamente, o Brasil avançou muito na garantia da igualdade entre homens e mulheres, modificando entendimentos conservadores que impediam as mulheres de acessar recursos antes exclusivos aos homens. O mercado de trabalho é um grande exemplo disso, embora, ainda hoje, sabe-se que há disparidades que precisam ser corrigidas, como a diferença salarial entre homens e mulheres na iniciativa privada.

Como Comandante de uma instituição diretamente envolvida na preservação de direitos e fiscalização de deveres, penso que há desafios culturais ainda a superar, para que distorções como a violência contra a mulher sejam reduzidas. Principalmente nós, homens, devemos olhar para elas sem visões preconcebidas, sem entendimentos estereotipados, permitindo, assim, que as mulheres tenham autonomia em suas trajetórias.

Respeitar as individualidades de cada mulher, como ser humano livre e capaz de fazer suas próprias escolhas, é o primeiro passo para evitarmos a violência e o abuso. Se entendermos que as mulheres podem ser o que elas quiserem, da forma que quiserem, do modo que elas quiserem, passaremos a não mais exigir padrões de comportamento pautados em entendimentos equivocados.

A violência contra a mulher, que temos nos esforçado para combater, através da Ronda Maria da Penha, por exemplo, possui fortes raízes autoritárias de homens que não conseguem conceber autonomia e individualidade às suas companheiras. Refletir sobre isso é essencial para o Dia Internacional da Mulher!

Obrigado, vencemos mais um Carnaval!

Agradecimento Comandante Geral

Mais um carnaval que vencemos e avançamos com a convicção de que cada um de nós deu o melhor de si para a segurança do cidadão. Digo vencemos, pois saímos de uma verdadeira batalha, que se inicia por ter que superar as adversidades da limitação de recursos, superar a banalização cotidiana da violência e superar a descrença no bem. Digo avançamos, pois foi forte a dedicação de nossos oficiais e praças que planejaram, alocaram recursos e executaram as missões administrativas e operacionais de todo o evento. Tal dedicação foi combustível para que a Corporação atingisse elevados níveis de qualidade em tudo que fez no Carnaval 2016.

Agradeço a todos, pois foi muito bom presenciar cada PM executando suas atividades, nos longos dias da festa, com dedicação e esmero nunca antes percebidos. As patrulhas mostraram eficiência e eficácia, usaram da energia necessária, sem violência, e até atuaram em apoio aos turistas e baianos, informando, escoltando socorrendo e orientado.

Foi muito bom visitar os postos de comando, postos de serviço, postos de reunião de tropa e alojamentos, e ver o ambiente limpo, arejado e climatizado, ver o policial feliz.

Foi muito bom conversar com os policiais de serviço e não ouvir reclamações da alimentação, do lanche, suco e água que foi distribuída.

Foi muito bom implantar o Portal de Abordagens, a inovação potencializadora da ação preventiva, que fez com que vidas fossem poupadas e agressões físicas e lesões corporais evitadas.

Foi muito bom redimensionar o planejamento normal, linear, ortodoxo, e por isso fomos criativos, perseverantes e profissionais na tomada de decisão.

Por isso estamos orgulhosos de você policial militar que abdicou de pular na folia, para proteger e servir quem pulava na folia. E, nos orgulhamos também do policial que na folga foi para nosso camarote e fez a folia em família, em sua casa, todos juntos unidos e misturados como irmãos no mesmo Espaço Folia.

Quero agradecer a todos que independente de escala, comando ou departamento estiveram conosco construindo este resultado, mostrando que operacional é administrativo e o administrativo é operacional, pois somos todos um, numa mesma Corporação.

Obrigado por acreditarem que “Tudo termina bem na corrente do bem”.

PM e comunidade bem na corrente do bem”.

O que penso para 2016

O que penso para 2016

A perfeição é uma ambição humana inalcançável, que deve servir-nos de estímulo sem nos levar à frustração. Essa é uma consideração essencial no momento em que estamos encerrando o ciclo de um ano de esforço, empenho e dedicação. Mais que uma circunstância festiva, o período natalino e a mudança no calendário é um momento de reflexão, onde devemos, humildemente, analisar o passado e projetar o futuro.

Lembremos que o Natal é a celebração do nascimento de Cristo, aquele que, independentemente da religião professada por cada um de nós, trouxe ensinamentos morais, sociais e espirituais muito relevantes. Não é à toa que, entre as datas comemorativas, o Natal é aquela onde nos sensibilizamos, nos solidarizamos e confraternizamos familiarmente: esses são princípios cristãos, que devem estar permanentemente permeando nossas relações.

Em 2015, foram justamente esses valores que defendemos como via de fortalecimento da nossa sociedade: a família como forma de acolhimento social, principalmente dos nossos jovens, muitas vezes seduzidos por estruturas desvirtuadas. Não será diferente em 2016, onde reafirmaremos tudo aquilo que nos trouxe frutos positivos, e aperfeiçoaremos o que precisar de ajustes.

Manteremos a política de valorização dos nossos policiais militares, o crescimento do aperfeiçoamento técnico e teórico e o apoio humano a cada um de nossos homens e mulheres. Continuaremos ao lado do cidadão, apoiando-o e protegendo, enaltecendo a legalidade democrática e orientando nossas ações de acordo com as reais necessidades da comunidade.

Como sempre digo, acredito numa Polícia Militar que atua formando uma harmônica corrente do bem com a comunidade, pois ambas (a PMBA e a comunidade) se confundem num único propósito: o de tornar nossa sociedade mais pacífica. São esses meus votos para o próximo ano, de uma corrente do bem mais fortalecida e profícua, com os valores natalinos afirmados cotidianamente, pois sem solidariedade, confraternização e sensibilidade familiar, nenhuma sociedade progride.

Tenha um Feliz Natal e um vitorioso ano-novo, com a PMBA e a comunidade na corrente do bem!

7 de setembro, orgulho e motivação

7 de setembro

Quando uma tropa está desfilando, a sincronia dos gestos, a vibração das passadas, a marcialidade e a elegância expressam a motivação e o orgulho institucional dos militares. Esses atributos caracterizaram os desfiles dos nossos policiais militares neste 7 de setembro, que receberam elogios e aplausos de cidadãos e cidadãs de toda a Bahia.

Fomos reverenciados por autoridades políticas, pela imprensa e pelo público em geral, incluindo crianças que, entusiasmadas com nossa apresentação, vibravam a bandeira do Brasil ao ver passar a tropa da Polícia Militar da Bahia.

Para nós, policiais militares, o empenho e a disposição que testemunhamos aumenta o orgulho que temos em pertencer a essa Corporação de homens e mulheres que se doam cotidianamente à segurança pública da sociedade, mesmo com o risco da própria vida.

Parabéns a todos e todas que superaram todas as expectativas no desfile cívico-militar do 7 de setembro, que não só encantou milhares de famílias em toda a Bahia, mas também renovou o espírito de todos nós para o cumprimento das missões que nos cabem.

É a PMBA e a Comunidade na Corrente do Bem!

O segredo da atuação da PMBA no São João

PMBA no São João

Estamos em pleno desenvolvimento de uma grande Operação da Polícia Militar da Bahia, a Operação São João, que conta com os esforços de cerca de 20 mil homens e mulheres dedicados a prestar segurança a todos os espaços públicos que se relacionam com os festejos juninos, em toda a Bahia. Além das dimensões que toda essa estrutura demanda, é notável um outro elemento, que gostaria de ressaltar neste artigo.

Estou falando não só da Operação São João, mas de todo evento festivo em que a PMBA atua. Em qualquer situação onde o policial militar precise realizar policiamento ostensivo enquanto os demais cidadãos estão descontraindo e se divertindo. Me refiro à necessidade de sermos mediadores da ordem em um ambiente criado para que as pessoas extravasem. Mais até do que ocorre no serviço ordinário, policiar um evento especial exige muita sensibilidade, compreensão e bom senso.

Durante o São João, Carnaval, Micareta ou mesmo num jogo de futebol, as pessoas costumam agir pautadas na emoção. Geralmente consomem bebidas alcoólicas e interagem de maneiras inusitadas. Nesses festejos o policial militar precisa ser um bom observador, agindo com moderação e razoabilidade, evitando que o entusiasmo dos foliões se desdobre em lesão a direitos, isso sem fazer com que os objetivos do festejo sejam atingidos: a alegria, a celebração e a diversão.

“Nos preocupamos com um planejamento detalhado, que dê conta dos fatores logísticos, operacionais e até psicológicos do efetivo”

Não é uma tarefa fácil, exigindo controle emocional, técnica, condições de trabalho e reconhecimento do serviço da nossa tropa. Por isso nos preocupamos com um planejamento detalhado, que dê conta dos fatores logísticos, operacionais e até psicológicos do efetivo.

Ao assumir o serviço no São João o policial militar está atento ao cidadão que toma licor, dança forró e se esquenta na fogueira. Ao perceber qualquer potencial risco que possa atingir esse folião, nossos homens e mulheres estão treinados para evitar prontamente.

É seu direito contar com nossos profissionais. Para nós, é um dever, e um prazer, servir e proteger. Conte sempre conosco!